quarta-feira, 26 de agosto de 2015

A Direção Colegiada do Sepe/SG, pede que aqueles que sofreram descontos ou faltas referentes aos sábados letivos que denunciem no sindicato. 



Rede estadual: Assembleia local, 27/08 e assembleia geral e conselho deliberativo, 29/08


Assembleia local: 27/08, às 18 horas na sede do Sepe/SG, Rua Coronel Rodrigues, 256, Centro,SG

Rede estadual

O teto do Colégio Estadual Coronel João Tarcísio Bueno, no Paraíso, em São Gonçalo, desabou na tarde do último domingo, 16/08. Como a escola estava vazia ninguém ficou ferido, mas as aulas estão suspensas desde 2ª feira.

A Secretaria de Educação informou, por meio de nota, que engenheiros da Empresa de Obras Públicas (Emop) foram à unidade escolar analisar a extensão do dano e somente após o resultado da análise será possível definir quais ações serão adotadas

O estado de degradação da escola não é novidade, assim como em muitas em todo município, a própria SEEDUC já admitiu que cerca de 70% das escolas de São Gonçalo não têm estrutura para funcionamento.  

Fonte: Site Sepe/RJ

Rede estadual: Veja o foi discutido com o Pezão


Leia um resumo do que foi discutido – a negociação vai continuar com o governador, já que ocorrerá nova audiência em setembro:

1) Reajuste Salarial e enquadramento por formação (professores e funcionários): o governador reconhece a dívida do IPCA deste ano para com a educação. No entanto, ele frustrou a todos e informou que não haverá reajuste salarial em 2015 para os profissionais de educação. Em relação ao enquadramento por formação, reconhece a dívida e estuda uma forma de pagar, priorizando os enquadramentos de 2012;

2) Abono dos dias de greve e paralisações para fins funcionais – ano de 1993 a 2015: garantiu que até esta sexta-feira (28) o governo irá publicar no Diário Oficial os abonos;

3) Perícias médicas - fim da centralização e da perda da origem após os 120 dias (Resolução 4.474/2010): a partir do ano que vem vai descentralizar, novamente a perícia; também vai revogar esta semana a resolução nº 4.474;

4) Ação do Nova Escola para os aposentados: o governo informou que fará uma reunião na semana que vem com o Sepe e PGE para discutir esta questão;

5) Sábados letivos: a SEEDUC se comprometeu com uma nova orientação para as escolas, enfatizando que a própria escola deverá negociar a melhor aplicação do “sábado letivo” – priorizando a autonomia escolar neste caso;

6) 30h para funcionário: formará um Grupo de Trabalho (GT) com o Sepe, Alerj, Seplag, SEEDUC e PGE para discutir o assunto em setembro;

7) Pagamento retroativo para os animadores culturais: Pezão reconhece que os animadores têm direito a receberem os atrasados, mas quer resolver os problemas jurídicos que impedem o pagamento;

8) Pauta pedagógica (incluindo o cumprimento da Lei do 1/3 de Planejamento): formação de um GT para discutir o assunto.

Fonte: Site Sepe/RJ

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Rede estadual: Dia de luto


Profissionais vestirão luto em protesto contra baixos salários e Sepe tem audência com o Pezão para discutir reajuste

A direção do Sepe terá uma audiência com o governador Luiz Fernando Pezão nesta terça-feira, às 17h30m, no auditório do anexo do Palácio Guanabara. Neste dia, a categoria irá promover um Dia de Luto na Educação Estadual, no qual os profissionais deverão comparecer ao trabalho trajando roupas da cor preta, para mostrar o estado de abandono da educação estadual e protestar contra a falta de condições de trabalho e de reajuste salarial. Na última audiência com o governador, realizada no mês de junho, Pezão havia se comprometido em anunciar um índice de reajuste para a educação ainda no mês de agosto.


quarta-feira, 19 de agosto de 2015

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Audiência pública na ALERJ sobre o cumprimento da Lei 11.738

Na audiência Pública chamada pela comissão de educação da ALERJ o SEPE reafirmou a pauta histórica de 5 salários mínimos de piso para professor e 3.5 salários para funcionários, bem como a necessidade de equiparação do salário do magistério ao das carreiras de nível superior. Apresentou levantamento de pisos de 31 municípios onde 10 não pagavam nem mesmo o piso nacional. Entre eles o governo do Estado do Rio de Janeiro , que precisaria de reajuste de 12,2% para pagar o piso no nível 1 do plano. Arraial do Cabo, Mangaratiba, Resende, São Gonçalo, Valença, Araruama e  Pinheiral são outros municípios que também não pagam sequer o piso nacional. O SEPE também denunciou as formas de burlar a lei sendo uma a soma de gratificações e abonos para chegar ao piso e outra a afirmação de que  o piso é pago em outros níveis dos planos de carreira.

Entre os presentes estavam a representação do Tribunal de Contas do Estado-TCE, Ministério Público da Educação-MP, Conselho Estadual de Educação- CEE, União dos Dirigentes Municipais da Educação-UNDIME, além dos Secretários de Educação de Pinheiral, Três Rios, Seropédica, Nitero i, São Gonçalo, Barra Mansa, Areal, Pirai e os Deputados Conte Bitencourt, Waldeck, Paulo Ramos, Tio Carlos, Dr. Junianelle , Carlos Macedo.

Como a lei em seu artigo 4 garante que não havendo verba para o pagamento do piso o governo federal entrará com complementação, o SEPE questionou a conduta de prefeituras que, ou não recorreram à Brasília por desleixo, o que comprova a política de desvalorização do profissional da educação, ou por não poder comprovar que não tem verba para cumprir a lei, o que nos leva a crer que possa existir desvios.
Alguns secretários fizeram uso da fala, com destaque da Secretária Municipal de São Gonçalo, Professora Vaneli, que assumiu não pagar o piso, que não tem justificativa pra isso, mas apontou que entraram em contanto com Brasília no mês passado para ver a possibilidade de complementação de verba. A Presidente da UNDIME ressaltou que é necessário reformular os planos de carreira pois estes se apresentam como um entrave à melhoria dos pisos. Alegou que os atuais planos estão baseados em “conceitos ultrapassados”.
Ao final da audiência ficou definido que o Tribunal de Contas incluirá a questão do cumprimento da lei 11.738 em suas inspeções às secretarias de educação, a comissão de educação encaminhará ao MP o pedidos de inspeções extraordinárias sobre o cumprimento do piso bem como estudará formas legislativas definir o que é piso e o que é remuneração.

Colegas, a política expressa pela presidente da UNDIME reforça a necessidade de articulação das redes municipais na defesa dos nossos planos de carreira contra a meritocracia, considerada por eles como o método  ideal para valorizar a educação.

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Rede estadual:Informes

Atenção rede estadual!

Assembleia local: 27/08 às 18 horas na sede do Sepe/SG

Assembleia Geral: 29/08 
Horário: à confirmar
Local: à confirmar

Rede municipal: SOBRE REPOSIÇAO DE AULAS NA REDE MUNICIPAL- 2015

Na audiência do dia 05 de agosto com a Secretária de Educação, professora Vaneli, chegamos à conta de 28 dias para a reposição, respeitando, assim, o calendário com 200 dias letivos. Os Profissionais da Educação que participaram da Conferência como delegados ou ouvintes, tem menos 6 dias para repor. 

Foi acordado com a SEMED que a reposição dos conteúdos deverá respeitar a realidade de cada escola, pois a greve não foi uniforme, com algumas escolas entrando depois, outras saindo antes do término e outras com paralisação parcial. 

As escolas estão se reunindo e planejando seu calendário com atividades variadas aceitas pela SEMED. Projetos, trabalhos de campo fora da escola, culminância de trabalhos aos sábados, estudo dirigido, entre outras formas, estão sendo utilizadas no planejamento. Foi acordada, ainda, a construção de uma tabela para que os professores preencham demonstrando o conteúdo, a carga horária e a forma de reposição.

Qualquer impasse ou divergência sobre os planejamentos apresentados será discutido com a escola, o SEPE e a SEMED. Não será aceita a imposição de calendários pelas direções de escola. Os calendários devem ser discutidos e acordados com os profissionais.

Temos à disposição da categoria os calendários apresentados por diversas escolas. Aqueles que quiserem podem consultar na sede. 

Qualquer problema procurar a direção do SEPE/SG.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Rede municipal: Próxima assembleia 28/08, às 16h, no C.M.Castello

Atenção profissionais da rede municipal de São Gonçalo!

Acompanhe as atividades:

-12/08(quarta)da à Alerj - ponto de encontro: às 09 horas no Terminal das barcas em Niterói.
 Atenção: aqueles que participarem terão abono de ponto garantido pela SEMED, a declaração de comparecimento será dada na hora aos que estiverem presentes, e só procurar a Direção Colegiada do Sepe/SG no local.  

Próxima assembleia dia 28/08, às 16h, no C.M.P.Castello Branco, neste dia haverá redução de carga horária  em todos os turnos.

Participe!