sexta-feira, 22 de maio de 2015

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Cartaz rede municipal


Calendário da rede municipal

A categoria aprovou na assembleia de ontem(20/05):

PARALISAÇÃO DE 48 HORAS NOS DIAS 26 E 27/05, COM AS SEGUINTES ATIVIDADES:

-26/05-ÀS 10H  VIGÍLIA NA PORTA DA PREFEITURA PARA ACOMPANHAR A AUDIÊNCIA E ÀS 14H, TODOS DE PRETO PARA ACOMPANHAR A ABERTURA DO PME NA UERJ;

-27/05- ASSEMBLEIA ÀS 16H NO C.M.CASTELLO BRANCO.

O SINDICATO É SEU!
PARTICIPE!


quarta-feira, 20 de maio de 2015

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Rede municipal: esclarecimentos

O Sepe São Gonçalo, esclarece que já foi feita a notificação com 72 horas de antecedência exigida  às Secretarias de Governo, de Educação, ao Chefe de Gabinete da prefeitura e ao Ministério Público, informando sobre a greve de advertência de 72 horas nos dias 18,19 e 20 de maio. E que não houve nenhum contato da Prefeitura e do MP com o sindicato.

Lembramos que no dia 19/05, faremos uma passeata com concentração às 10 horas na Semed em direção a prefeitura, e no dia 20/05(quarta), haverá a próxima assembleia, às 15 horas no C.M.Castello Branco.

Acompanhe o calendário e participe!
 

Rede municipal: Greve de advertência de 72 horas nos dias 18,19 e 20/05


segunda-feira, 11 de maio de 2015

Prefeito não atende a categoria mais uma vez!

Os profissionais da educação do município de São Gonçalo, mais uma vez ficaram decepcionados pela falta de cumprimento da palavra do prefeito do município, que havia agendado horário com a Comissão de Negociações para ouvir as reivindicações dos profissionais e no entanto, não compareceu a audiência marcada para às 14 horas do dia 08/05(sexta), sendo dado como justificativa, atraso por parte da Comissão?!! 

Mas, a Comissão de Negociações e os profissionais encontravam-se na porta da prefeitura desde as 13:30h, o que foi comunicado pela representante da base, Judy Helen à guarda municipal que estavam esperando para a reunião com o senhor prefeito agendada para as 14 horas. A Comissão foi recebida após as 15 horas pelos secretários de controle, de educação e a subsecretária de educação, onde foram indagados sobre uma proposta concreta para a categoria e nada foi apresentado.   

Após, mais de 3 meses do início da campanha salarial e pedidos de melhorias de condições de trabalho nas escolas municipais, onde existe uma precariedade em todos os sentidos, falta de merenda, escolas com obras inacabadas, falta de professores, inspetores, merendeiros, e etc... os profissionais da educação e a população em geral aguardam uma resposta efetiva do prefeito do município de São Gonçalo, no anseio de resolverem os problemas que a educação municipal vem enfrentando.   

A pergunta que fica é  a seguinte: AONDE ESTÁ O PREFEITO DE SÃO GONÇALO?